Blog

As altas temperaturas exigem cuidados com a hidratação

No calor a desidratação se torna mais comum, já que com as altas temperaturas o corpo exige mais hidratação do que o normal. Já se tornou normal, ouvir as pessoas falarem que esqueceram de beber água durante o dia, mesmo sendo essencial ao seu bem-estar e saúde.

Entenda mais sobre a Desidratação:

O que é Desidratação?

A desidratação é uma doença potencialmente grave que se caracteriza pela baixa concentração não só de água, mas também de sais minerais e líquidos orgânicos no corpo, a ponto de impedir que ele realize suas funções normais.

Causas:

As causas da desidratação, pode ocorrer quando a ingestão de liquido é insuficiente, nos quadros de diarreias e febre, vômitos, urinar em excesso, por falta de água potável, nos dias de muito calor, nos diabéticos e pelo descontrole no uso de diuréticos.

 Sintomas:

Os sintomas de que a desidratação pode estar entrando em níveis críticos são: náuseas, queda de pressão, sono, tontura, dor de cabeça, fraqueza, cansaço e aumento da frequência cardíaca.

São sinais clássicos da desidratação leve e moderada a sede, boca e pele secas, olhos fundos, ausência ou pequena produção de lágrimas, diminuição da sudorese e, nos bebês, a moleira afundada.

Cuidados:

Confira alguns cuidados para uma hidratação correta:

Além de água, os especialistas indicam a ingestão de água de coco, frutas in natura e sucos de frutas que tenham uma grande quantidade de líquido, como melancia, morango, abacaxi, entre outras.

Já para os bebês, o leite materno sempre é o líquido  ideal para o tratamento da desidratação nos primeiros seis meses de vida da criança.

Depois, independentemente da idade, nos casos de desidratação leve e moderada, beber muita água filtrada ou fervida em goles pequenos e intervalos curtos pode ser o suficiente para reidratar o organismo. É importante também manter a pessoa em ambiente com temperatura amena para evitar a perda de água pelo suor.

Recomendações:

  • Beba bastante líquido, pelo menos dois litros por dia;
  • Verifique se as crianças e os idosos estão tomando a quantidade de líquido necessária para manter a boa hidratação do organismo. Nessas faixas de idade, muitas vezes, eles se esquecem de fazê-lo;
  • Use roupas leves e evite a exposição direta ao sol nos dias muito quentes;
  • Não pratique exercícios físicos nas horas mais quentes do dia;
  • Lave bem as mãos antes das refeições e depois de ter usado o banheiro;
  • Certifique-se de que os alimentos que serão ingeridos crus foram corretamente preparados.

Importante: Em casos extremos de desidratação é necessário procurar um atendimento especializado.

Fonte: Clinipam; Minha Vida; Dr Drauzio Varella.

ENTRE EM CONTATO
Quer marcar uma consulta de avaliação? Ficou em dúvida
sobre algum procedimento? Entre em contato conosco!
+55 41 3363-3009
Av. Senador Souza Naves, 1025 – Alto da XV,
Curitiba – PR
Estacionamento gratuito.

contato

Cadastre-se e fique por dentro de novidades e procedimentos da GrafGuimarães





Seus dados estão seguros. Fique tranquilo, não fazemos spam.