Google Remarketing | Clínica GrafGuimarães
Conheça a evolução do transplante capilar mês a mês | GrafGuimarães
Blog

Conheça a evolução do transplante capilar mês a mês

Todo o trabalho de um transplante capilar visa um único objetivo: a felicidade de ver o crescimento dos fios implantados com naturalidade e cobertura adequada da área calva. Por isso, vamos falar sobre a evolução do transplante capilar, suas fases e os principais cuidados que o paciente deve ter.

Então, é preciso ter em mente que para alcançar este propósito, todo paciente de transplante ou transplante capilar, de barba ou de sobrancelhas, vai atravessar períodos bem estabelecidos de recuperação e crescimento dos fios. Saber como será este período deve tranquilizar tanto o paciente quanto a equipe responsável pelo tratamento.

A evolução do transplante capilar a partir do pós-operatórios imediato:

DIA 0 

Após a realização da cirurgia, os pacientes da Clínica GrafGuimarães recebem alta apenas depois de obter orientações quanto ao uso de analgésicos e aconselhamento da melhor forma de repousar e dormir neste primeiro dia. A equipe de profissionais também repassa a necessidade de NÃO mexer no curativo – uma touca cirúrgica simples com gazes antiaderentes. 

O paciente deve retornar no dia seguinte para a primeira lavagem do cabelo na clínica e, então, aprender todos os cuidados necessários para uma boa cicatrização.

Foto pré-operatória da área doadora já raspada.

Primeiro dia

Após uma primeira noite na qual, comumente, existe muito pouca dor, mas grande insegurança quanto ao posicionamento da cabeça durante o sono, chega a hora de abrir o curativo e verificar a evolução.

Uma vez aberta a bandagem com o devido cuidado, é possível notar que as crostas (as “casquinhas”) que grudam na incisões são mais aderentes na área receptora, onde o cabelo foi colocado, menores e mais fáceis de retirar na região em que os cabelos foram retirados.

A primeira lavagem é feita com extremo cuidado, evitando jatos de água com pressão no local operado e com xampu antiséptico de clorexidina. Os movimentos são muito leves para evitar deslocar as unidades foliculares colocadas. Em seguida, os cabelos podem ser secados com uma toalha macia levemente pressionada sobre a região ou um secador no frio, posicionado a pelo menos 30 centímetros do couro cabeludo.

Pode ocorrer um inchaço inicial da testa por conta da cirurgia realizada. Um pouco de gelo ajuda a diminuir esse desconforto, desde que colocado na testa, e não na área de transplante dos novos cabelos. O adequado é intercalar dez minutos de gelo com um descanso de pelo menos uma hora. 

É importante lembrar de sempre proteger a pele em contato com o gelo com um pano ou algo que evite de se machucar com o frio. Drenagem linfática facial também ajuda na evolução e melhora do inchaço.

As lavagens, então, passam a ser realizadas duas vezes ao dia conforme orientado pelas enfermeiras da clínica.

Neste ponto, já pode iniciar o tratamento com o LLLT, laser de baixa intensidade que vai estimular tanto a cicatrização quanto o crescimento dos folículos.

Terceiro dia

A esta altura, o paciente pode adotar o uso de boné ou algo similar para cobrir a área operada.

Fotos do paciente no primeiro dia pós-cirúrgico 


Sete dias após a cirurgia

Após os primeiros sete dias de cuidados e lavagem cuidadosa do couro cabeludo, muitas das crostas já terão caído e o aspecto da área operada será mais uniforme e com pouco inchaço. 

A partir deste ponto, as lavagens da região passam a ser feitas com com movimentos circulares um pouco mais fortes, para terminar de retirar as casquinhas que ainda não soltaram. Pincéis de barba também podem ser usados para este objetivo, pois são muito confortáveis e fáceis de usar. 


Na região doadora, os cabelos remanescentes já cresceram cerca de três a quatro milímetros. A aparência é de uma área raspada que começou a crescer, sendo dificilmente perceptíveis as incisões de retirada.

Quinze dias

Todas as crostas foram retiradas e não existe mais inchaço na região. Neste ponto, normalmente os pacientes já estão se esquecendo que fizeram a cirurgia. Os cabelos transplantados iniciam um crescimento que é uma prévia do resultado que deve ser atingido. Na área doadora, já estarão com cerca de oito a doze milímetros.

Aqui começa o uso de Minoxidil e o shampoo de cetoconazol como auxiliares do tratamento do cabelo, para os casos com tal indicação.

O paciente já pode ser liberado para atividades físicas leves.

Trinta dias

A maioria dos cabelos transplantados cai e a área operada fica semelhante a antes da cirurgia, muitas vezes com leve vermelhidão por causa das milhares de microincisões realizadas. 

Agora, o cuidado é somente com a pele. A região não pode ser diretamente exposta ao sol para evitar inchaços e dor. Não há mais riscos para as raízes transplantadas, mas este é o período que exige maior paciência, pois gera muita expectativa quanto ao resultado nos pacientes. 

É mantido o tratamento com o laser, o Minoxidil e o shampoo de cetoconazol.

Sessenta dias

A espera continua. Todos os tratamentos são mantidos e os cabelos ainda estão na fase de latência. A apreensão continua.

Noventa dias

Alguns dos cabelos transplantados começam a aparecer, mas ainda são raros. Todos os tratamentos são mantidos e logo existirá indícios de resultado.

Fotos após 90 dias

120 dias

Com quatro meses de operação, cerca de 80% dos pacientes já percebem um crescimento mais vigoroso dos cabelos. O resultado final parece estar mais ao alcance agora.

São mantidos os os tratamentos para estimular o crescimento dos fios.

Fotos pós-operatório de seis meses

Seis meses

Entre 60% e 70% dos fios implantados já cresceram e o aspecto já é muito bom, mas eles ainda irão amadurecer, ganhar melhor textura e caimento – e ainda temos de 30% a 40% dos fios para aparecerem! 

Dez a doze meses

Finalmente, chega o resultado final na evolução do transplante capilar. Agora, é só aproveitar a cirurgia – alguns pacientes ainda terão algum crescimento de fios, mas estes casos são excepcionais.

Normalmente, ainda é mantido um tratamento clínico após o primeiro ano para proteger os fios não transplantados, que ainda podem sofrer processo de miniaturização e queda.

Um transplante capilar bem executado devolve a autoestima e a confiança e traz rejuvenescimento. Conhecer os passos da evolução pós-operatória vai trazer a ambos, paciente e cirurgião, a tranquilidade para esperar as etapas no seu devido tempo.

Como toda cirurgia, pode haver variações nesta evolução para algum paciente e, sendo assim, não é uma regra absoluta para todos os casos. Entretanto, este é um panorama geral muito semelhante ao que a equipe da Clínica GrafGuimarães acompanha em 99% dos casos.


AS FOTOS ILUSTRATIVAS SÃO PROPOSITALMENTE DE PACIENTES DIFERENTES PORQUE O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA (CRM) NÃO PERMITE A DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS PRÉ E PÓS-OPERATÓRIOS.

ENTRE EM CONTATO
Quer marcar uma consulta de avaliação? Ficou em dúvida
sobre algum procedimento? Entre em contato conosco!
+55 41 3363-3009
Av. Senador Souza Naves, 1025 – Alto da XV,
Curitiba – PR
Estacionamento gratuito.


contato
×