Google Remarketing | Clínica GrafGuimarães
Diferença entre cirurgia estética e reparadora | GrafGuimarães
Blog

Diferença entre cirurgia estética e reparadora

Você sabe qual a diferença entre cirurgia estética e reparadora? Quando ouvimos o termo cirurgia plástica, é comum pensar em uma intervenção para corrigir algo na aparência que a pessoa não gosta em si mesmo. Mas a origem do procedimento tem a ver com correções para reparar imperfeições de nascença ou provocadas por algum fator externo. Neste artigo, vamos diferenciar uma da outra e deixar claro a função de cada.

Qual a diferença entre cirurgia estética e reparadora

Nos tempos atuais, cirurgias são quase sempre associadas a correções de tamanhos de mamas com implantação de silicone, amenização das marcas na pele provocadas pelo passar dos anos e até a redução de sobras de pele, mas a origem das técnicas modernas tinha outro objetivo principal.

O termo “plástica” tem origem no grego “plastikos”, que significa “moldar ou modelar”. Segundo o dr Carlos e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), as técnicas modernas começaram a ser desenvolvidas como resposta aos “efeitos” da Primeira Guerra Mundial. As intervenções visavam fechar feridas provocadas em combates, restaurar funcionalidade corporais e devolver uma vida “mais normal” para os ex-combatentes.

Muitos dos procedimentos foram desenvolvidos na época pelo médico neozelandês Sir Harold Gillies, que utilizou enxertos de pele e retalhos para fechar as feridas.  durante a Segunda Guerra Mundial, ele e seu sobrinho Archibald McIndoe melhoraram as técnicas aplicando-as em soldados desfigurados em combate, restituindo funções comuns no dia a dia como fechar os olhos ou a boca.

A partir destes exemplos, é possível concluir que o objetivo da cirurgia plástica reparadora é restaurar funções prejudicadas por alguma deformidade, como uma cicatriz ou danos musculares que limitam movimentos, ou deformidades congênitas. 

Este tipo de operação restitui a qualidade de vida da pessoa, mas também ajuda na recuperação psicológica do paciente.O déficit funcional gerado pela anormalidade determina a urgência da intervenção médica.

Exemplos de diferença entre cirurgia estética e reparadora

São exemplos de cirurgia plástica reparadora as que corrigem sequelas deixadas em pacientes que sofreram queimaduras, que foram portadores de câncer, acidentados, sequelas em ex-obesos que passaram pela cirurgia bariátrica e até cisto e câncer de pele.

Já a cirurgia plástica estética tem outra função: o objetivo principal é a restituição da autoestima do paciente, prejudicada por algum contorno do corpo que não lhe agrada. A principal diferença em relação à intervenção plástica restauradora é que, neste caso, o procedimento é opcional.

Apesar de não trazer, via de regra,  uma melhora na saúde física do paciente, a cirurgia estética tem bons resultados no lado psicológico, já que aumenta a autoconfiança e a autoaceitação.

Este tipo de intervenção pode corrigir, por exemplo, uma cicatriz resultante de uma cirurgia  anterior ou de um acidente, ou aumento ou redução de partes do corpo, como nariz, orelhas ou mamas. 

Para tirar suas dúvidas sobre a diferença entre cirurgia estética e reparadora ou avaliar qual o seu caso, entre em contato com a nossa clínica! 


ENTRE EM CONTATO
Quer marcar uma consulta de avaliação? Ficou em dúvida
sobre algum procedimento? Entre em contato conosco!
+55 41 3363-3009
Av. Senador Souza Naves, 1025 – Alto da XV,
Curitiba – PR
Estacionamento gratuito.


contato
WhatsApp chat