Google Remarketing | Clínica GrafGuimarães
Lifting facial: a cirurgia que corrige as marcas do tempo | GrafGuimarães
Blog

Lifting facial: a cirurgia que corrige as marcas do tempo

O lifting facial é uma cirurgia plástica que reduz os sinais provocados na face pela ação do tempo. O nome vem do termo em inglês to lift, que significa erguer, levantar. Pois é justamente disso que se trata o lifting facial. Com pequenas incisões, a pele do rosto é levantada e feita a remodelação muscular e do tecido gorduroso subjacente e o excesso de pele é retirado de forma a reduzir as marcas provocadas pela passagem dos anos, como rugas e flacidez, que começam a aparecer com maior visibilidade a partir dos 40 anos.

O envelhecimento facial é um processo que começa, na surdina, aos 30 anos de idade e avança de forma diferente para cada indivíduo, isto é, mais rápido para alguns, mais lento para outros. Esta “velocidade” está associada a diversos fatores, como a genética e o estilo de vida. Neste processo contínuo, a pele começa a ficar mais fina e a queda na produção de colágeno acaba levando à flacidez. Essas mudanças levam ao surgimento das linhas de expressão, papadas e bolsas de gordura sob os olhos, entre outras marcas.

Também chamado de ritidoplastia, o lifting facial é o procedimento indicado para quem apresenta esses sinais de flacidez. A cirurgia recoloca os tecidos do rosto em seu local adequado e pode abranger diferentes áreas, recebendo nomes específicos.

O pré-operatório do lifting facial

A primeira consulta com um cirurgião plástico vai definir qual o procedimento mais adequado para a paciente.

Nos casos em que a flacidez a ser tratada é pequena ou moderada, abrangendo a parte inferior ou média da face, o minilifting pode trazer os resultados esperados. Os procedimentos, apesar de serem os mesmos da ritidoplastia clássica, resultam em cicatrizes menores, já que também movimenta menos pele do rosto.

Já o lifting clássico trata a frente da face, que engloba a área “T” (nariz e testa), bochechas, mandíbula e pescoço. Também há uma técnica intermediária, focada no tratamento das marcas da fronte, testa e pálpebras.

Lembre-se de procurar sempre um cirurgião filiado à SBPC (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).

Como é o procedimento?

A ritidoplastia é feita executando incisões em locais específicos de modo a descolar a pele dos músculos. Em seguida, estes tecidos são reposicionados e são feitos pontos em locais estratégicos da musculatura, de forma tensionar os músculos e puxar a pele, retirando os excessos. 

As cicatrizes ficam atrás das orelhas, mas também pode haver a necessidade de cicatriz sob o queixo quando existe a necessidade de correção da região do pescoço. Os procedimentos podem ser executados em conjunto com outras técnicas, como preenchimento, botox ou lipoaspiração em áreas com excesso de tecido adiposo. 

A cirurgia de lifting é feita com anestesia local e sedação ou anestesia geral – a definição será feita pelo seu cirurgião plástico. Na maioria dos casos, a internação é de 24 horas.

Pós-operatório

Os primeiros dias do pós-operatório podem ter mais desconforto, principalmente  devido à movimentação facial, chamada de mímica, que pode ser minimizado com uma semana de repouso relativo.  Os pontos são retirados cerca de dez dias após a cirurgia, mas os edemas podem permanecer por mais algum tempo.

A recuperação, entretanto, não é dolorida e analgésicos simples costumam ser receitados, mas boa parte dos pacientes sequer necessitam.

Ficou alguma dúvida? Marque sua consulta na Clínica GrafGuimarães e nós teremos prazer em explicar qualquer pormenor e orientar para o procedimento que traga os resultados mais satisfatórios!





ENTRE EM CONTATO
Quer marcar uma consulta de avaliação? Ficou em dúvida
sobre algum procedimento? Entre em contato conosco!
+55 41 3363-3009
Av. Senador Souza Naves, 1025 – Alto da XV,
Curitiba – PR
Estacionamento gratuito.


contato