Google Remarketing | Clínica GrafGuimarães

Blog

Tire suas dúvidas quanto aos tipos de anestesia

A dor é um dos mecanismos de defesa mais fundamentais do nosso organismo. Em pequenas incisões ou grandes cirurgias, o único jeito de barrar essa sensação de dor é através de anestesias.

Mas quando falamos em cirurgias e anestesias, as dúvidas são as mais variadas: qual tipo de anestesia será feito? Em quanto tempo acaba o efeito? Mesmo com a anestesia, posso sentir dor? Pode haver complicação?

Separamos os principais tipos de anestesia e suas diferenças. Confira:

:: Anestesia geral

A anestesia geral é a mais conhecida. É aplicada na veia e tira a sensibilidade do corpo todo – precisa ser inalada se a cirurgia durar mais de meia hora. O anestesista monitora a pressão arterial, a oxigenação e os batimentos cardíacos. Geralmente é utilizada em cirurgias de abdômen, crânio, face, entre outras.

Os medicamentos utilizados deixam o paciente inconsciente, promovem relaxamento muscular e causam amnésia, ou seja, nada do que foi feito na cirurgia será lembrado pelo paciente.

Além disso, a anestesia geral pode causar outros tipos de efeito, dependendo do paciente: diminuição da pressão arterial, diminuição da força do músculo cardíaco e arritmia. Mas incidentes com anestesia geral são cada vez mais raros, já que a tecnologia está cada vez mais avançada. E o paciente é sempre monitorado pelo anestesista, que fica acompanhando qualquer tipo de intercorrência durante a cirurgia e está sempre pronto a tomar as providências cabíveis.

:: Anestesia local

A anestesia local é utilizada numa área específica do corpo, como por exemplo, em procedimentos dentários, cirurgia de olho, cirurgias dermatológicas ou em conjunto com outra anestesia. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica define: “anestesia local significa que o anestésico é injetado apenas no local e em volta do local cirúrgico”.

Alguns exemplos de aplicação de anestesia local: blefaroplastia, pequenas áreas de lipoaspiração e a remoção de pequenas lesões na pele.

A anestesia local pode ser em formato de um creme anestésico aplicado na região a ser tratada ou injetando um medicamento no tecido que será anestesiado.

:: Anestesia regional

Por diversas vezes confundida com anestesia local, a anestesia regional é um tipo de “bloqueador de nervo”: o anestésico é injetado em volta de um nervo que controla a dor em um local específico do local cirúrgico. Exemplo da aplicação da anestesia regional: procedimentos nas mãos, onde os nervos podem ser facilmente “bloqueados”.

:: Anestesia peridural

Também conhecida como epidural, a anestesia peridural bloqueia a dor de apenas uma região do corpo – geralmente da cintura para baixo. O paciente se mantém acordado durante a cirurgia, pois não afeta seu nível de consciência. É utilizada em cesáreas, cirurgias ginecológicas ou estéticas.

Para realizar a peridural, é aplicado o medicamento no espaço vertebral para atingir os nervos da região, tendo uma ação provisória, controlada pela equipe médica.

:: Anestesia raquidiana

Na anestesia raquidiana, o anestésico local é administrado com uma agulha fina, no líquido que banha a medula espinhal.

:: Diferença entre a anestesia raquidiana e peridural

A principal diferença entre as duas anestesias é que na raquidiana o anestésico é aplicado no líquido que envolve a espinha; na peridural a agulha não atinge o espaço em que está o líquido.

Com a raquidiana, a área anestesiada fica “dormente”; com a peridural é basicamente para tirar a dor.

Anestesia geral em uma cirurgia plástica

Em geral, a anestesia geral é utilizada em cirurgias mais longas, como por exemplo, na  abdominoplastia. Alguns anestesiologistas preferem a anestesia geral em cirurgias mais demoradas porque acaba sendo mais segura, já que durante todo o procedimento eles mantêm o controle das vias aéreas e podem administrar medicação para que o paciente fique mais confortável.

Tire suas dúvidas!

A anestesia costuma ser uma das principais preocupações dos pacientes antes de qualquer procedimento cirúrgico. Por isso é importante que o paciente escolha uma clínica de confiança e converse com o médico sobre o tipo de anestesia mais indicado para aquele procedimento. Aqui na GrafGuimarães, o paciente pode ficar seguro pois terá à sua disposição uma equipe médica altamente especializada para o sucesso de todos os procedimentos cirúrgicos.

Agende sua consulta: https://clinicagrafguimaraes.com.br/contato/

ENTRE EM CONTATO
Quer marcar uma consulta de avaliação? Ficou em dúvida
sobre algum procedimento? Entre em contato conosco!
+55 41 3363-3009
Av. Senador Souza Naves, 1025 – Alto da XV,
Curitiba – PR
Estacionamento gratuito.


contato